Se isto não coisar clique aqui e assim. Olhe que não, shô Doutor! Olhe que não...: Actualidade terrorista <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6653557\x26blogName\x3dOlhe+que+n%C3%A3o,+sh%C3%B4+Doutor!+Olhe+que+n%C3%A3...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://olhequenao.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://olhequenao.blogspot.com/\x26vt\x3d-538406010109702714', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Olhe que não, shô Doutor! Olhe que não...

Verdades absolutas sobre basicamente tudo.
All great truths begin as blasphemies.
Nem mais. Porra. 

13 de julho de 2004

Actualidade terrorista

A administração Bush está a considerar seriamente o adiamento das eleições presidenciais do próximo dia 2 de Novembro no caso de, e prestem bem atenção, se se registarem atentados durante a votação ou imediatamente antes dela. Faz sentido. Começa a votação. Se houver atentado, pára tudo e não conta. Faz-se tudo no outro dia. Provavelmente, apanham logo com outro atentado. Isto continua até as pessoas que vão votar contra o Bush estarem todas no Hospital ou lá perto. Depois sim, haverá uma votação final representativa da vontade dos americanos.

Ariel Sharon relacionou o último atentado em Tel-aviv com a decisão do Tribunal Internacional de Justiça de Haia que considerou ilegal a construção de um muro na Cisjordânia por parte do governo israelita. Não se pense que o muro é uma reedição do famoso Muro de Berlim. Sharon esclarece: “[o muro] representa apenas a construção de infraestruturas para a prática do desporto nacional. Como se sabe, somos peritos em destruir muros e casas, e esta construção não é mais que um simples campo de treino tendo em vista a participação nos próximos jogos olímpicos terroristas. É que há 40 anos que ficamos com a medalha de prata, atrás dos Estados Unidos que continuam a conquistar a de ouro. E este ano eles parecem-me muito fortes, uma vez que possuem um excelente campo de treino no Iraque. Vai daí, decidimos promover o desporto, mas o Tribunal Internacional não percebe isso.” Sharon acrescentou ainda que o muro possui uma ampla área para graffiti. Por último, refira-se que o líder israelita pretende dar continuidade a esta política de associação dos actos terroristas contra o Estado Judaicoa entidades completamente descabidas. Assim, depois do Tribunal Internacional de Haia, já está decidido o culpado dos próximos 12 atentados: o filme “A Paixão de Cristo”.


Enviar um comentário

© J. Salinas 2005 - Powered by Blogger and Blogger Templates